fbpx

Homeopatia para depressão: o desequilíbrio pode estar no intestino

Quando ouvimos falar sobre depressão, imediatamente associamos a doença ao estado emocional do indivíduo, a questões hormonais e a fatores como síndrome do pânico e ansiedade. No entanto, estudos científicos identificaram que a disbiose (desequilíbrio da flora intestinal) tem profunda relação com a depressão.

A princípio pode parecer estranho, mas a depressão, na maioria dos casos, pode começar no intestino. Isso mesmo. Não é à toa que esse órgão é considerado o “segundo cérebro” por cientistas (sabia que o intestino tem mais de 500 milhões de neurônios?).

Como essa relação ocorre? Como muitos já sabem, a serotonina é um hormônio que funciona regulando o humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade e funções intelectuais. É por isso que quando este hormônio está em baixa no organismo, pode aparecer o mau humor, insônia, ansiedade e depressão.

Agora, o que pouca gente sabe é que a produção de serotonina é muito, mas muito maior no intestino do que no cérebro. Quando se olha apenas para o cérebro para tratar a depressão, o olhar está para o lugar errado ou, ao menos, insuficiente. A depressão pode começar no intestino. Se o intestino não está legal (se ele apresenta disbiose) a produção de serotonina diminui. Como a serotonina é o hormônio do bem-estar, a queda nos níveis desse hormônio pode levar à depressão, inclusive à depressão infantil e à depressão pós-parto.

É por essa razão que alimentar-se bem é fundamental para darmos ao corpo nutrientes para seu bom funcionamento. Quando adicionamos à dieta alimentos pobres em nutrientes e ricos em gorduras trans e açúcares, como em embutidos e afins, estamos nos agredindo. E a disbiose é bem isso: um distúrbio na mucosa intestinal causado pelo consumo de alimentos de baixa qualidade.

aparelho digestivo

“Na mucosa intestinal, assim como em outros órgãos, existem micro-organismos que têm papel importante. Eles auxiliam na absorção de nutrientes e sua distribuição para a corrente sanguínea.
 A disbiose é a perturbação dessa microbiota (flora) intestinal. Uma das razões desse desequilíbrio é a ingestão exagerada de carboidratos refinados – açúcar e farinha branca, especialmente”, explica o farmacêutico responsável pela Homeopatia Brasil, Alexandre Leonel.
“Quando essas substâncias caem no ‘carpete intestinal’, ou seja, na superfície do intestino, provocam um processo inflamatório local, e, consequentemente, destroem a biota dessa mucosa intestinal, modificando então a produção de serotonina no intestino.” “Dessa forma, a disbiose pode levar o indivíduo a desenvolver sintomas de um quadro depressivo, por conta dessa redução na produção de serotonina pelo intestino”, disse Alexandre Leonel, que tem mais de 22 anos de experiência na área da homeopatia.

A homeopatia para depressão funciona como auxiliar no tratamento e passa pela investigação da saúde intestinal do paciente. “A homeopatia para depressão vai além do diagnóstico psicológico, pois sabe-se que o desequilíbrio das funções intestinais também pode levar a quadros depressivos”, disse Alexandre.

O farmacêutico cita o médico cirurgião Alberto Peribanez Gonzalez, autor dos livros Lugar de médico é na cozinha: Cura e saúde pela alimentação viva e Cirurgia verde: Conquiste a saúde pela alimentação à base de plantas. Em suas obras ele afirma que “a paz está no intestino” quando dá o caminho para uma vida saudável. “O que temos nos intestinos pode influenciar nosso pensamento e nossa felicidade”, sentencia.

depressão

Disbiose pode, sim, desencadear a síndrome do pânico, ansiedade, insônia e depressão

Para o médico Gonzales, o desequilíbrio na “ecologia intestinal”, como ter o intestino preso, por exemplo, pode levar as pessoas a ações muito negativas. Não é coincidência que um dos significados de “enfezar” seja encher-se de fezes. “Existem pessoas raivosas, rancorosas e até agressivas. Não é verdade que dizemos que fulano vive enfezado? Sim! Vive cheio de fezes”.

O fato é que um desconforto intestinal pode tirar qualquer um do sério, não é mesmo? De acordo com a pesquisa científica Depressão e Disbiose, publicada no Portal Atlantica Editora, a forma como nos alimentamos influencia no corpo e na mente. “Nos estudos analisados pode-se perceber que há uma correlação entre disbiose e depressão”, diz o resumo da pesquisa, que concluiu que “a alimentação saudável se torna primordial para o equilíbrio da flora intestinal e para o tratamento da depressão”.

floral

Homeopatia funciona como agente de equilíbrio da flora intestinal

Numa comparação simples, a disbiose está, para os seres humanos, como a ferrugem está para um pilar, deteriorando sua ferragem. Você nunca sabe quando a ferrugem vai corroer a ferragem a ponto de prejudicar a estrutura. Mas isso vai acontecer, mais tempo ou menos tempo. Por isso, tratar essa disfunção é fundamental para que o corpo se reequilibre.

Alimentação saudável e equilibrada é, de longe, a melhor aposta para evitar a disbiose. E ela pode contar com um aliado importante,  um composto alimentar que funciona como agente de reequilíbrio da flora intestinal: o Floranew. Sua utilização aliada a uma boa alimentação, colabora com as funções do organismo para manter e ativar as fontes de energia sem as quais o organismo não consegue formar os nutrientes necessários para seu funcionamento e não conseguiria desempenhar de forma harmônica suas funções metabólicas. Essa é uma das justificativas para o uso da homeopatia para depressão: começando pelo cuidado com o intestino.

O intestino é o segundo maior órgão do corpo humano, depois da pele. Por isso, dar a importância que este órgão merece é fundamental para uma vida saudável. “Temos que imaginar que um indivíduo com 7 metros de inflamação dentro dele mesmo certamente terá sua saúde comprometida”, enfatiza Alexandre Leonel.

Depoimentos: “Quando eu tinha intestino preso, eu era mal-humorada”, diz dona de casa

Foram necessários alguns anos para que a dona de casa Rosinete Alves dos Santos descobrisse de onde vinha seu frequente mau-humor que, de tão intenso, atrapalhava seu trabalho e o relacionamento com os mais próximos.

“Eu era cuidadora de idosos e tinha que ter paciência, mas vivia de cara feia, realmente ‘enfezada’(risos). Mas, embora eu tivesse o intestino preso, confesso que nunca tinha relacionado isso ao meu comportamento”, diz Rosinete.

A melhora veio por acaso. “Meu namorado na época me deu a dica de tomar um laxante para o intestino.  Eu tinha um pouco de resistência a remédio, mas tomei o 46 da Almeida Prado (Complexo Homeopático 46). O efeito imediato foi um funcionamento melhor do intestino. E algum tempo depois começamos a perceber, eu e meu namorado, que até meu humor estava melhor. Não sei explicar exatamente o porquê, só sei que melhorou”, disse ela.

Hormônios, medo, insegurança e síndrome do pânico: mais aspectos da depressão

Além da disbiose intestinal, existem outros dois quadros diretamente associados à depressão. Um deles é a questão hormonal e o outro, que abordaremos agora, é a perda do equilíbrio dinâmico da energia vital.

De acordo com o filósofo Aristóteles, essa energia é parte de um composto que integra nossa essência, o corpo físico, a alma e o espírito de cada um. Quando essa carga emocional se desequilibra, aparecem sintomas que podem causar tristeza, medo, insegurança e angústia.

Então, quando se fala da perda do equilíbrio desse fluxo relacionada à depressão, está se referindo ao fato de que uma pessoa pode, sim, desenvolver um quadro depressivo relacionado a medo e síndrome do pânico, por exemplo.

No espaço “blog” do site da Homeopatia Brasil, você vai encontrar artigos que se aprofundam nesses e outros aspectos da depressão, além de outros temas ligados à saúde. Confira e boa leitura!

Homeopatia para depressão: tratando os sintomas

Como vimos, a depressão é um transtorno complexo e cheio de nuances que pode se manifestar de maneiras diferentes de pessoa para pessoa. Como explicado, a homeopatia para depressão pode ajudar no funcionamento do intestino, quando trata a disbiose. Mas ela também funciona como coadjuvante no tratamento de diversos sintomas ligados a quadros depressivos.

Homeopatia para depressão? É isso mesmo! Vamos ver alguns remédios e componentes homeopáticos que têm atuação sutil, mas efetiva, no tratamento desses sintomas, conforme explicado na Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente – FAEMA.

Mas lembre-se: o uso de qualquer medicação requer acompanhamento de profissional capacitado, que fará avaliação correta do estado de saúde do paciente. A automedicação é um risco a saúde.

*Homeopatia para depressão:  quando o sintoma mais evidente é a tristeza, o Natrum muriaticum pode ser indicado, assim como o Ignatia

*Homeopatia para depressão: o Bryophyllum Argento Cultum pode ser indicado no tratamento auxiliar da irritação

*Homeopatia para depressão: Ansiodoron é indicado no tratamento da insônia e sintomas de ansiedade

*Homeopatia para depressão: o Stressdoron pode ser utilizado como auxiliar no nervosismo e irritabilidade

*Homeopatia para depressão: Sédatif PC é produto homeopático usado para perturbações ligeiras do sono e estados ansiosos

*Homeopatia para depressão: o Bryophyllum Argento Cultum é homeopatia indicada no tratamento auxiliar da angústia

*Homeopatia para depressão: Phosphoric acid indicado para as consequências físicas e mentais de causas emocionais, especialmente provocadas por decepções ou frustrações e ansiedade

*Homeopatia para depressão: a Cimicifuga para quando nada traz alegria

*Homeopatia para depressão: Sepia cimicifuga para apatia, indiferença e depressão por desilusão amorosa

*Homeopatia para depressão: depressão durante a gravidez, Pulsatilla

*Homeopatia para depressão: para depressão pós-parto, uma das indicações é Sepia alumina

*Homeopatia para depressão: quando o quadro é de insegurança, medo e agressividade, Calcarea carbonica

*Homeopatia para depressão: se há desespero e ansiedade, Causticum

*Homeopatia para depressão: quando é a confiança que está abalada, Lycopodium clavatum

*Homeopatia para depressão: se o paciente se sente inseguro, ansioso e agitado, Arsenicum

*Homeopatia para depressão: se é a vergonha ou o ressentimento que pesa, Staphysagria

*Homeopatia para depressão: para lidar com a ansiedade e o desespero, Causticum

*Homeopatia para depressão: quando sente a confiança abalada, Lycopodium clavatum

*Homeopatia para depressão: para a pessoa desconfiada e ciumenta, Lachesis mutus

*Homeopatia para depressão:  às vezes a insegurança vem acompanhada de ansiedade e agitação, então, uma indicação possível é o Arsenicum

*Homeopatia para depressão: quando existe depressão moral com complexo de inferioridade, uma possibilidade terapêutica é usar o Psorinum

*Homeopatia para depressão: a depressão também pode ter o cansaço como marca, nesse caso, Sépia succus

*Homeopatia para depressão: a depressão causada por perdas recebe indicação de Ignatia

*Homeopatia para depressão: se a variação de humor brusca, tristeza e choro excessivo estão presentes, Pulsatilla

Veja outros:

Fale com a Homeopatia Brasil

O que você achou do artigo? Deixe aqui seu comentário que retornaremos o mais rápido possível.

Quer saber mais sobre o produto Lorem Ipsum?

Nos envie uma mensagem que tiraremos suas dúvidas!

×