Para que serve Stressdoron? Saiba se é bom, se funciona e onde comprar

Stressdoron é um medicamento antroposófico, 100% natural. Mas, para que serve Stressdoron? Stressdoron é indicado no tratamento auxiliar do estresse e suas manifestações. O fabricante de Stressdoron, o laboratório Weleda, explica que Stressdoron é um medicamento que age contribuindo para a revitalização e recuperação das atividades sensoriais e mentais e para o equilíbrio do estado emocional.

Neste artigo, vamos esclarecer dúvidas comuns a respeito de Stressdoron como, por exemplo: É natural? Funciona? Engorda? Emagrece? Onde comprar e qual melhor horário para tomar?

É comum observar uma certa confusão entre Stressdoron, que é um medicamento antroposófico, com outros tipos de medicamentos. Por esse motivo, vamos abordar o que são medicamentos antroposóficos e o que são medicamentos fitoterápicos.

+LEIA MAIS: O que é Ansiodoron e para que serve?

Outra pergunta que surge com frequência é se Stressdoron é bom para ansiedade e crise de pânico. Um Estudo Observacional, publicado pela ABMA (Associação Brasileira de Medicina Antroposófica), concluiu que Stressdoron tem ação efetiva no tratamento da exaustão nervosa, ocasionada pelo estresse e ansiedade, assim como a crise de pânico, como veremos ao longo deste artigo. 

É bom para ansiedade e crise de pânico?

O Estudo Observacional publicado pela Arte Médica Ampliada – órgão oficial da ABMA – demonstrou que Stressdoron é bom para tratar ansiedade, estresse, exaustão nervosa e Síndrome de Burnout (que é um estresse devastador, que se caracteriza pela depressão, esgotamento físico e mental, sentimento de incapacidade e até pensamentos suicidas).

+LEIA MAIS: Homeopatia para ansiedade: a cura para o mal dos novos tempos

Stressdoron também pode ter ação auxiliar no tratamento de crise de pânico, uma vez que ela pode ser causada por picos de ansiedade.

Stressdoron é natural? Funciona?

Stressdoron é natural, produzido à base de Aurum metallicum, Kalium phosphoricum, Ferrum sulfuricum e Silicea e funciona para tratar a exaustão e auxiliar a harmonizar corpo e mente.

Stressdoron é natural? Funciona?

O Estudo Observacional mencionado acima foi realizado com 300 pacientes, de 7 a 94 anos, que foram acompanhados por 43 médicos.

Todos os sintomas relacionados à ansiedade e estresse que foram reportados pelos pacientes – tais como irritabilidade, enxaqueca e distúrbios do sono – foram significativamente reduzidos e 80% dos pacientes apontaram que a eficácia de Stressdoron se mostrou muito boa para tratar destes distúrbios. Os resultados positivos dão suporte ao uso de Stressdoron nas condições ligadas ao estresse, concluiu o estudo.

Como Stressdoron age em relação ao sistema nervoso

Abaixo, reproduzimos um trecho do Estudo Observacional de Stressdoron, que explica a forma de ação e detalha os componentes do medicamento.

“Em relação ao sistema nervoso, o efeito do estresse pode ser descrito da seguinte forma: o sistema nervoso central serve à percepção consciente do ambiente. O sistema nervoso autônomo, ao contrário, controla processos inconscientes da musculatura lisa, glândulas e órgãos internos, intimamente ligados aos ritmos orgânicos.

Sob as condições descritas anteriormente, o desgaste desta parte do sistema nervoso a longo prazo pode se manifestar em nível consciente. Exemplos disto são os distúrbios orgânicos funcionais, como problemas digestivos e cardiocirculatórios, bem como irritabilidade, depressão e angústia.

Apesar do cansaço extenuante, o paciente não consegue ter um sono adequado, e com isso fica privado de seu importante efeito regenerador. Ou seja, os processos vegetativos transcorrem de forma desordenada e arbitrária, de modo que o paciente não parece mais ter o domínio sobre seu organismo.”

Stressdoron, com seus componentes Aurum metallicum, Kalium phosphoricum, Ferrum sulfuricum e Silicea, estimula a autorregulação frente às situações de estresse, especialmente a harmonização e estabilização entre os diferentes níveis orgânicos (corpo, alma e espírito).

Como Stressdoron age em relação ao sistema nervoso

O Aurum metallicum (ouro), como ‘rei’ dos metais, com sua alta densidade e ao mesmo tempo grande maleabilidade, reflete uma polaridade que também é vista, por exemplo, no coração, com seu ritmo de sístole/diástole. Aqui o ouro encontra aplicação com sua ação harmonizadora, por exemplo, de distúrbios cardiocirculatórios e em estados de déficit cognitivo.

O Aurum metallicum praeparatum utilizado no Stressdoron (ouro finamente sublimado e condensado de acordo com a farmacotécnica antroposófica) atua equilibrando o sistema rítmico.

O potássio (Kalium) tem grande significado para a organização líquida dos seres vivos. Distúrbios do metabolismo de potássio levam a estados de angústia, inquietação, enxaqueca e depressão, entre outros.

O elemento fósforo (Phosphorus) desempenha um papel central no sistema metabólico na captação e armazenamento de energia. Em baixas dinamizações, ele é utilizado como estimulante nos estados de esgotamento e fraqueza de concentração, entre outros fins.

A combinação de potássio e fósforo (Kalium phosphoricum) fortalece os processos vitais no sistema metabólico-locomotor.

A Silicea (quartzo) é utilizada na medicina antroposófica nos distúrbios de delimitação em relação às influências externas do ambiente, e como estimulante das forças de configuração e formação no organismo, entre outras indicações.

O Ferrum (ferro) exerce um papel decisivo na hemoglobina e por isso está intimamente ligado aos processos respiratórios e cardiocirculatórios. Na forma combinada ao enxofre, atua estruturando e fortalecendo a ação da Silicea. As duas matérias primas são combinadas através de um sofisticado processo de fabricação, resultando em um medicamento utilizado tradicionalmente no tratamento de enxaqueca.

Relatos de casos da prática clínica apontam há vários anos para uma boa atividade do Stressdoron nos sintomas relacionados ao estresse.

Neste Estudo Observacional, todos os pacientes sofriam de esgotamento nervoso e/ou Burnout. Como causas mais comuns do estresse foram citadas: trabalho/estudos, finanças, filhos e cuidados com dependentes próximos.

Como Stressdoron age em relação ao sistema nervoso

Do total de 300 pacientes, 88,7% puderam experimentar e relatar um efeito positivo do Stressdoron a partir da segunda semana de uso e que durou ao longo da experiência de 46 dias.

No total, a eficácia da terapia com Stressdoron foi classificada como “muito boa” ou “boa” em 84,3% dos casos (na avaliação dos médicos) e 78,7% (pelos pacientes).

Onde comprar e qual melhor horário para tomar

De acordo com a bula de Stressdoron, a posologia mais comum é a que indica de 1 a 3 comprimidos, 2 a 4 vezes ao dia, durante pelo menos 2 meses. Mas o uso de qualquer medicamento, sua posologia e qual melhor horário para tomar devem ser sempre indicados pelo especialista.  

Onde comprar? Na farmácia da Homeopatia Brasil você encontra  Stressdoron em embalagens com 80 comprimidos.

Stressdoron engorda? Emagrece?

A indicação de Stressdoron, como já vimos, não é para estes fins, mas é comum surgirem estas dúvidas: Stressdoron engorda? Stressdoron Emagrece?

Isto acontece porque muitos pacientes que têm ansiedade podem comer de forma exagerada, para aliviar a tensão, ou, ao contrário, podem perder o apetite. Ao fazer uso de um medicamento como o Stressdoron, é possível que, ao reencontrar o equilíbrio emocional, estas pessoas consigam se alimentar de uma maneira mais correta, o que pode levar ao emagrecimento ou ao ganho de peso.

O que são medicamentos fitoterápicos?

Por se tratar de um medicamento 100% natural, Stressdoron é comumente confundido com medicamento fitoterápico. Mas não é o caso. Stressdoron é um medicamento antropofósico. Mas, afinal, o que são medicamentos fitoterápicos? E o que são medicamentos antropofósicos?

De acordo com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), medicamento fitoterápico é aquele produzido a partir de vegetais ou partes de plantas medicinais (como raízes, folhas, flores e sementes) com alguma ação terapêutica.

O que são medicamentos fitoterápicos?

Tradicionalmente usamos plantas medicinais que possuem capacidade de aliviar sintomas ou até curar algumas patologias. O uso desse tipo de planta é feito através de chás, infusões, macerados, sucos etc. Ao utilizar a planta medicinal de maneira industrial para obtenção de um medicamento, surge um fitoterápico.

Para ser considerado um fitoterápico, o medicamento deve ter sua ação comprovada através de estudos farmacológicos e toxicológicos. Só após confirmadas sua ação e qualidade, ele é registrado.

De acordo com o site Brasil Escola, “o processo de industrialização do fitoterápico é importante porque evita contaminações, além de dosar de maneira correta a quantidade que uma pessoa pode consumir. Esse último ponto é essencial para evitar intoxicações com esses produtos, fato que constantemente acontece com plantas medicinais.

É comum que as pessoas pensem que, por ser um produto natural, ele não causa problemas à saúde. Entretanto, sabe-se que os fitoterápicos, assim como qualquer outro medicamento, podem ocasionar problemas que desencadeiem até mesmo a morte se não forem usados corretamente e em doses certas.

Os medicamentos fitoterápicos possuem seus benefícios comprovados pela Organização Mundial de Saúde e, como qualquer medicamento, só devem ser usados com recomendação médica. Lembre-se também de que o médico deve ser informado sobre a utilização de qualquer um desses produtos, inclusive do uso de plantas medicinais. Isso é válido principalmente para pessoas que realizarão procedimentos cirúrgicos.

Ao utilizar um medicamento fitoterápico, lembre-se de olhar as datas de validade, bem como as orientações de uso. É importante informar o médico da ocorrência de qualquer sintoma desagradável. Além disso, deve-se verificar se o medicamento possui registro na Anvisa”.

Antroposóficos

Os medicamentos antroposóficos também são obtidos da natureza, mas podem usar substâncias minerais, vegetais ou animais. Não há medicamento antroposófico sintético.

Os medicamentos antroposóficos também não podem ser produzidos a partir de uma planta geneticamente modificada, ou na qual tenha sido usado agrotóxico.

O que são medicamentos antroposóficos?

A medicina antroposófica faz parte da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares do SUS (Sistema Único de Saúde) e é definida pelo Ministério da Saúde como uma abordagem médico-terapêutica complementar (leia mais aqui e aqui).

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram