fbpx

8 coisas que você precisa saber sobre homeopatia veterinária

A primeira coisa que você precisa saber sobre homeopatia é que tudo que se aplica à homeopatia humana se aplica à homeopatia veterinária. São as mesmas leis, os mesmos fundamentos terapêuticos.

A homeopatia veterinária, assim como a humana, trata o paciente como um todo, garante um tratamento mais suave ao organismo, sem toxidade, focado em auxiliar o organismo a buscar seu equilíbrio dinâmico através dos ajustes da energia vital. Veja abaixo mais 7 coisas que você precisa saber sobre homeopatia veterinária

Homeopatia veterinária demora para fazer efeito?

Isso é um mito. Como a maioria dos tutores que procuram a homeopatia veterinária o fazem quando o animal já apresenta uma situação crônica da doença, o resultado pode demorar um pouco mais para aparecer, mas não por causa do tratamento e, sim, por causa da condição clínica desse paciente.

O animal que está no processo agudo terá uma resposta rápida de melhora usando homeopatia. Isso porque há uma relação entre o tempo da doença e o tempo de resposta ao tratamento.

Homeopatia tem ótimos resultados no controle de pulgas e carrapatos

A homeopatia pode ser usada para o controle de pulgas e carrapatos. Existem produtos homeopáticos industrializados que têm apresentado ótimos resultados no controle de ectoparasitas, sem a necessidade de usar um veneno no animal.

No caso de animais que têm problemas hepáticos ou problemas renais, a homeopatia, que age de forma mais suave no organismo, se torna uma opção ainda mais segura diante de limitações orgânicas que alguns animais podem apresentar. 

gato em consulta vaterinária

Homeopatia ajuda a equilibrar imunidade do animal

Nas doenças em geral, ou se tem um sistema imune pouco ativo, ineficiente, ou se tem um sistema imune muito reativo. Mas o ideal é um sistema imune que opere numa linha de normalidade e que responda de forma mais equilibrada aos estímulos recebidos e a homeopatia pode auxiliar o organismo a desempenhar muito bem esse papel.

Determinados medicamentos homeopáticos atuam exatamente na resposta imunológica a processos inflamatórios, por exemplo, codificando os genes, modulando expressão gênica, modulando liberação de citocinas que participam do processo inflamatório, minimizando estresse oxidativo, e tudo isso vai colaborar para que o sistema imune atue mais dentro da normalidade, trazendo mais resiliência e equilíbrio imunológico ao animal.

Homeopatia trata Alzheimer Canino?

Existem muitas doenças que estão surgindo em virtude da longevidade dos animais. Doenças que antes eram muito raras ou não existiam, hoje têm se manifestado mais. É o caso, por exemplo, da diabetes canina, da insuficiência renal e da síndrome da disfunção cognitiva do cão, chamada de Alzheimer Canino.

Essas eram doenças raríssimas, pois os animais não viviam tempo suficiente para desenvolvê-las. São desafios para medicina veterinária e muitas vezes a alopatia não tem recurso disponível ainda.

No caso do Alzheimer canino, por exemplo, a homeopatia traz benefícios que nenhuma outra terapêutica consegue apresentar. A síndrome pode se manifestar por meio de sintomas diversos, como distúrbios do sono, o cão passa a latir muito, pode não reconhecer o ambiente nem ao próprio tutor e pode apresentar episódios de agressividade. Nesses casos, a homeopatia consegue amenizar os sintomas e trazer uma qualidade de vida para esses pacientes.

Homeopatia e animais com câncer

Em casos oncológicos, a homeopatia pode ser utilizada de forma exclusiva ou concomitantemente com a terapêutica convencional, porém ela não substitui o tratamento cirúrgico.

A homeopatia pode ser utilizada como suporte imunológico do paciente, com otimização da absorção intestinal dos nutrientes, do apetite e ainda diminuindo os efeitos colaterais da quimioterapia. Ela vai auxiliar no ganho de qualidade de vida do paciente oncológico.

Homeopatia veterinária nos casos cirúrgicos

Em geral, a homeopatia não substitui uma indicação terapêutica cirúrgica. Mas ainda assim pode colaborar para um pós-operatório sem complicações, com menos dor, melhor cicatrização, e menor risco de sangramento e hemorragias.

Existe uma condição clinica específica, denominada otohematoma, que tem indicação cirúrgica na grande maioria dos casos. Nessas situações, a homeopatia funciona muito bem, e as respostas ao tratamento homeopático são muito significativas. Nesses casos é possível falar de cura por meio da homeopatia.

casal e cachorro idosos

Homeopatia veterinária garante dignidade para pacientes terminais

A homeopatia para pacientes terminais visa controle de dor, melhor qualidade de sono, maior tranquilidade, minimizando o sofrimento do paciente.

Desde o início até o fim da vida do paciente, o foco do tratamento homeopático é gerar qualidade de vida. No caso de doenças incuráveis isso fica ainda mais evidente.  Se o foco do tutor for garantir qualidade de vida ao animal, a homeopatia tem muito a oferecer.

A prioridade do tratamento homeopático é oferecer uma condição digna de vida, alinhada com os cinco pilares do bem-estar animal: capacidade de saciar sede e fome, livre de dor, stress e medo, e liberdade de expressar o comportamento natural da espécie.

Você quer saber mais sobre homeopatia para animais? Leia a entrevista que fizemos com a veterinária Dra. Talita Thomaz Nader

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Fale com a Homeopatia Brasil

O que você achou do artigo? Deixe aqui seu comentário que retornaremos o mais rápido possível.

Quer saber mais sobre o produto Lorem Ipsum?

Nos envie uma mensagem que tiraremos suas dúvidas!