fbpx

Hortas rápidas: 5 vegetais que crescem em menos de um mês

Para reduzir o risco de propagação do novo corona vírus a recomendação do Ministério da Saúde é para que fiquemos em casa, certo?


Que tal aproveitar esse tempo para formar um mini horta e ter verduras e legumes frescos e sem agrotóxicos para o resto do ano?

Separamos para você uma lista de 5 vegetais fáceis de plantar, que requerem pouco espaço, ou seja, você pode plantar em um vaso ou num espaço pequeno no jardim ou num canteiro e com uma vantagem adicional: eles que crescem muito rápido! Ainda durante o período de isolamento social- necessário nesse momento-, você já poderá desfrutar dessas delícias.

alface

1) Alface – 30 dias

A alface está entre os vegetais mais consumidos pelos brasileiros. É aquela folha que sempre está presente na nossa mesa, não é mesmo? A boa notícia é que ela é uma hortaliça que cresce rápido e que pode ser cultivada em casa, até mesmo num vaso.

O plantio dessa folha tão popular é simples. Escolha um vaso que pode ser de plástico, preencha-com terra adubada e coloque algumas sementes na terra, de forma espaçada. Depois, jogue uma camada de terra para cobriras sementes. Regue todos os dias ou em dias alternados, conforme o clima. O ideal é manter a terra úmida, mas não encharcada. Depois de cerca de 30 dias é só colher desfrutar da deliciosa salada!

A alface gosta de clima fresco e solo úmido, com bastante matéria orgânica e arejado.
No caso da luminosidade, o ideal é que a luz solar incida diretamente nas folhas no período da manhã, mas que ela tenha sombra nas horas mais quentes do dia. Por esse motivo observe o local onde colocará o vaso de alface.

rúcula

2 -Rúcula – 10 dias

A rúcula é servida crua em saladas ou como ingredientes de tortas, massas e sanduiches. Também é ótima opção na cobertura de pizza, combinada com muçarela e tomate.

Uma maneira simples de começar sua pequena plantação de rúcula é usando sementes que você pode adquirir em qualquer casa agrícola ou mesmo em supermercados.

Você pode começar a plantação em um vaso, com furos embaixo – para a drenagem – e usando terra adubada. Os meses de outono (de março a junho) são os mais propícios para o início da plantação.

O processo é simples: faça pequenos buracos na terra usando o dedo e coloque duas sementes em cada espacinho. Depois, jogue uma camada fina de terra por cima, apenas para cobrir as sementes. Regue todos os dias, mas não encharque a terra. Se a terra estiver muito úmida, regue a cada dois dias. Deixe a planta exposta ao sol. Em menos de uma semana começam a surgir os primeiros brotos.

Por volta do décimo dia depois que surgirem os primeiros brotos, você já pode colher algumas mudas e plantá-las em outro vaso (pois a rúcula gosta de espaço) ou então usar as folhas para uma salada.

A cada 20 dias, o ideal é semear novas sementes. Isso vai garantir novos brotos e você terá sempre rúcula fresca para colher.

  É importante manter a terra adubada para que a rúcula tenha os nutrientes necessários para se desenvolver.  Você pode usar um adubo pronto ou usar material orgânico como folhas mortas, por exemplo. Para manter a planta ainda mais forte e saudável…

3) Agrião – 15 dias

 O agrião é uma hortaliça que pode ser plantada em qualquer cantinho, desde que tenha muita água. Ele tem um sabor picante e é muito utilizado como salada, em especial para acompanhar o churrasco.  O agrião pode ser colhido cerca de 15 a 20 dias depois do primeiro broto, quando estiver com 12 centímetros de altura.

 O agrião gosta de clima ameno e de boa luminosidade, com pelo menos algumas horas de sol direto diariamente. 

Você pode plantar sementes, que vai adquirir em mercados ou lojas especializadas, ou pode fazer sua própria muda, o que é muito fácil. Ao comprar um mole de agrião, separe uma rama bonita e coloque esse galho na água. Deixe por uma semana na claridade do sol e pronto. Você perceberá as raízes se formando. Depois é só plantar no vaso ou canteiro. Se sua escolha for por sementes, semeie várias sementinhas juntas, basta jogar várias sobre a terra e polvilhar terra por cima em seguida.

O agrião gosta de terra encharcada. Para facilitar o plantio em vasos, você pode colocar esse vaso (com furos embaixo) dentro de um recipiente mais largo, cheio de água.

Outra facilidade do agrião é que se você for plantar em vaso, para ficar dentro de casa, ele pode ser semeado em qualquer época do ano.

Depois da primeira colheita, é indicado semear novas sementes a cada 10 dias. Assim você vai garantir uma colheita contínua durante o ano todo.

4) Cebolinha 21 dias

Além de conferir um sabor especial a saladas, sopas e refogados, um vasinho de cebolinha na cozinha ajuda a compor a decoração. Ela é uma planta rústica e se desenvolve bem em qualquer solo.

Se você quiser plantar a cebolinha em vasos, basta preenchê-lo com areia fértil e rica em matéria orgânica. O vaso deve ser furado no fundo, para que a drenagem da água seja muito boa. A cebolinha aprecia o solo úmido, mas não encharcado. Inclusive, ela é resistente a curtos períodos de seca.

O bulbo da cebola pode demorar até 6 meses para amadurecer, mas você pode começar a colher os talos verde A partir de um mês depois d primeiro broto. Fazendo isso, a planta vai continuar a formar mais e mais.

A cebolinha precisa de solo úmido e bem drenado. O ideal é regar um dia sim e um dia não. Se a terra estiver muito molhada, espace as regas, pois a cebolinha é até resistente a curtos períodos de seca.

rabanete

  5) Rabanete – 22 dias

O rabanete já começa a apresentar brotinhos no terceiro dia depois de plantado. Ele ocupa pouco espaço e pode ser cultivado numa pequena parte do jardim ou mesmo em vasos.

Esse vegetal pode ser plantado em qualquer época do ano e 22 dias depois do primeiro broto, já pode ser colhido para consumo. entretanto prefere sol pleno e clima frio.

Além da cor linda, seu sabor picante é muito apreciado em saladas. Mas você pode, também, cozinhá-lo e usar em um belo salteado de vegetais. 

A maneira mais fácil de plantá-los é usando sementes que você vai adquirir em casas especializadas. Basta fazer covinhas no chão com o dedo ou colher, colocar algumas sementes em cada buraco e cobrir com terra.

Depois da primeira colheita, o ideal é semear novamente a cada três semanas, assim você vai desfrutar de rabanetes frescos várias vezes. O rabanete gosta de sol direto, solo fofo, sem pedras. Gosta de terra bem úmida, mas não encharcada.

plantio

Homeopatia e hortas saudáveis

Para quem quer ter uma horta saudável e fortalecida, uma excelente opção é o cuidado do sistema solo-planta usando homeopatia. Como o tratamento homeopático não contamina as pessoas, nem deixa resíduos no solo, na água ou nas plantas, é recomendado, inclusive, para quem quer produzir alimentos orgânicos. 

A abordagem homeopática utilizada em hortas, e também em jardins, segue o mesmo princípio da usada no tratamento de humanos e outros animais. O cuidado tem o foco na causa, atua como estimulante dos mecanismos de defesa e repara o desequilíbrio metabólico do sistema solo-planta que prejudica o aproveitamento dos nutrientes, da água e do sol. Essa atuação favorece o crescimento da planta, deixando-a mais resistente.

Mesmo quando a planta está saudável, o tratamento mantém o equilíbrio e pode evitar problemas que seriam capazes de se espalhar por toda a horta ou jardim, dizimando as plantas.

A Homeopatia Brasil – cujo trabalho é focado no ensino, pesquisa e produção de preparados homeopáticos – tem uma linha de fertilizantes minerais complexos que agem diretamente no equilíbrio do sistema solo-planta.

Esses produtos da linha Horta&Jardim são feitos através da complexação do Lithothamnium, uma alga marinha micronizada, e a sacarose. Alguns itens têm, também, a adição de enxofre e/ou sulfato de cobre. Além desses componentes sólidos, os produtos possuem preparados homeopáticos e um poliflavonóide, responsável pelo nome e também pela recomendação agronômica de cada um deles. Todos os produtos da linha são registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e têm certificação do IBD, sendo possível utilizá-los na agricultura orgânica

Homeopatia: nutrição e equilíbrio para o sistema solo-planta

Os produtos da Homeopatia Brasil vão recuperar e fortalecer as plantas, deixá-las mais resistentes e vão ajudar a melhorar a produtividade de hortas, jardins e pomares, sejam eles cultivados em vasos, quintais, terraços ou espaços comunitários. Se você está pensando que são produtos difíceis de usar, está engando. Os produtos da linha Horta&Jardim da Homeopatia Brasil são de fácil aplicação e feitos sob medida para o público leigo.  Até mesmo as embalagens foram pensadas para deixar tudo mais simples. Os produtos são embalados em sachês de 500g com medidor para dosagem e posterior diluição e aplicação no local.

Um produto para cada problema

A linha Horta&Jardim da Homeopatia Brasil tem cinco produtos. Vamos conhecer um pouco de cada um deles:

*HBRO1 – Equisetum arvense – Nutrição funcional para solos e plantas desvitalizados e desnutridos

É considerado um condicionador de solo, ou seja, responsável por atuar na saúde do sistema solo-planta e na microbiota presente nele.

É capaz de revigorar as plantas, melhorando sua estrutura. Isso se dá pela presença do poliflavonóide – Equisetum arvense, a planta conhecida como cavalinha, que possui na sua composição grande quantidade de silício. Esse produto conta com garantias de 20% de cálcio, 1,6% de magnésio e 1% de enxofre, além de preparados homeopáticos que atuam de forma coerente com o equilíbrio biolétrico do sistema.

*HBR02 – Achillea millefolium – Nutrição funcional de plantas danificadas por doenças

Esse produto é capaz de atuar na planta auxiliando-a na sua recuperação depois da doença. Isso se dá por conta do poliflavonóide Achillea millefolium, que contém inúmeros metabólitos secundários capazes de atuar na defesa da planta contra patógenos. Esse produto conta com garantias de 20% de cálcio, 1,6% de magnésio e 2% de enxofre e 1,8% de cobre, além de preparados homeopáticos.


*HBR03 – Delphinium staphisagria – nutrição funcional de plantas danificadas pelo ataque de pragas

Esse produto é capaz de atuar na planta auxiliando-a na sua recuperação após ataque de pragas, em especial, de pragas sugadoras. Isso se dá por conta do poliflavonóide, Delphinium staphisagria, comumente conhecida como erva piolheira e utilizada contra pulgões. Esse produto conta com garantias de 20% de cálcio, 1,6% de magnésio e 3% de enxofre e preparados homeopáticos.

*HBR04 – Cymbopogon winterianus – N nutrição funcional de plantas danificadas por ataque de  pragas

Esse produto também é capaz de atuar na planta auxiliando-a na sua recuperação após ataque de pragas. Isso se dá por conta do poliflavonóide, Cymbopogon winterianus, comumente conhecida como citronela, com alto poder repelente. Esse produto conta com garantias de 20% de cálcio, 1,6% de

magnésio e 4% de enxofre, além de preparados homeopáticos.

*HBR05 – Calendula officinalis – Nutrição funcional de plantas danificadas por danos mecânicos

Esse produto é capaz de atuar na planta auxiliando-a na sua recuperação após dano mecânico, transplante ou enxertia. Isso se dá por conta do poliflavonóide, Calendula officinalis, conhecido por seu poder cicatrizante. Esse produto conta com garantias de 20% de cálcio, 1,6% de magnésio e 2% de cobre e preparados homeopáticos.

Veja outros:

Fale com a Homeopatia Brasil

O que você achou do artigo? Deixe aqui seu comentário que retornaremos o mais rápido possível.

Quer saber mais sobre o produto Lorem Ipsum?

Nos envie uma mensagem que tiraremos suas dúvidas!

×