fbpx

Mente sã em corpo são: exercícios físicos curam o corpo e a mente

Exercitar o corpo para curar a mente. Assim como na famosa citação latina derivada da Sátira X do poeta romano Juvenal – mens sana in corpore sano, movimentar-se, pôr o corpo em exercício, praticar algum (qualquer um) tipo de esporte pode ser um grande aliado para a cura de males da mente.

A prática de exercícios físicos regulares e moderados tem efeitos positivos na saúde em geral. Da mesma forma, através da liberação de substâncias no cérebro como endorfina e serotonina, os exercícios podem reduzir a ansiedade, melhorar a autoestima e autoconfiança, a cognição, diminuir o stress e ajudar no tratamento da depressão. Tudo isso porque essas substâncias proporcionam uma sensação de bem-estar e prazer, além de ocupar a mente de maneira positiva.

Um estudo desenvolvido por pesquisadores da UFRGS, da Universidade La Salle, da UERJ, da UFRJ e de outras sete universidades estrangeiras avaliou resultados de outros estudos sobre a relação entre a prática de exercício físico e a incidência de depressão. “Analisando dados de mais de 265 mil pessoas de 20 países diferentes, o estudo conclui que, sim, independentemente de idade ou localização geográfica, a atividade física funciona como prevenção à depressão”, aponta o texto de Giullia Piaia para o site da UFRGS sobre estudo que foi publicado na The American Journal of Psychiatry.

O texto lembra ainda que o estudo trata da prevenção e não do tratamento da depressão. No entanto, a capacidade de regeneração neuronal como resultado de atividades físicas regulares em pessoas com depressão já foi descrita em estudos científicos, o que pode ser uma opção para o tratamento também. Vale a pena ressaltar que quem deverá avaliar juntamente com o paciente a introdução de atividades físicas é o profissional habilitado, resguardando sua integridade física e psicológica.

Incapacitante, depressão merece atenção e cuidados especiais

A depressão é uma das doenças que mais incapacitam o ser humano. Ela é caracterizada por uma alteração psíquica e orgânica global, com consequentes alterações na maneira de valorizar e perceber a realidade e a vida. A pessoa deprimida desenvolve sintomas de falta de vitalidade que poderá vir acompanhada de sentimentos de tristeza e de culpa generalizados, falta de confiança em si mesmo, pessimismo e descrença.

O comediante e youtuber Whindersson Nunes, em entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo, em julho de 2019, admitiu que a depressão quase o incapacitou, mas que o apoio da família, a procura de ajuda de profissionais da psiquiatria e psicologia aliados à pratica de yoga, entre outras atividades físicas, têm lhe ajudado a superar a doença.

Ter a compreensão de que a prática regular de exercícios físicos pode ser uma grande aliada contra a doença e o primeiro passo para um resultado positivo contra esse distúrbio. Mas sem o engajamento do paciente o resultado poderá não surtir o efeito desejado. E, segundo especialistas, o mais difícil é começar.  Depois de ingressar em qualquer prática esportiva ou atividade física a pessoa com depressão ou ansiedade pode acabar caindo em um benéfico círculo virtuoso, ao se acostumar com o prazer gerado pela liberação de endorfina e serotonina no cérebro que o levará a sentir falta de se exercitar da mesma forma como qualquer outra substância associada ao prazer.

O exercício físico é altamente eficaz no combate ao stress e ansiedade, e quando é moderado e regular, descontrai o corpo e ativa o sistema imunológico.

O esporte pode ajudar a tratar depressões quando praticado regularmente e com alguns cuidados especiais. O segredo está numa atividade que seja agradável para quem a prática, optando por uma modalidade na qual a pessoa se sinta bem e que realmente goste, para evitar a frustração. Então, se seu negócio é pedalar, não se force a ficar malhando numa academia. Pegue sua bike e saia por aí. Se você gosta de dança, então, vá para a academia e não se obrigue a escalar montanhas, se essa não for a sua vibe. Enfim, além da orientação de profissionais, é importante escolher uma atividade física que tenha a ver com você, que você goste.

É essencial transformar o treino diário num ato de prazer e aproveitar ao máximo o bem-estar que a prática de esportes proporciona, tentando conciliar o lado físico (melhoria da performance), ao estético (ter um corpo modelado), sem esquecer que o emocional precisa de estar equilibrado. (fonte: Oficina de Psicologia / Portugal)

Veja outros:

Fale com a Homeopatia Brasil

O que você achou do artigo? Deixe aqui seu comentário que retornaremos o mais rápido possível.

Quer saber mais sobre o produto Lorem Ipsum?

Nos envie uma mensagem que tiraremos suas dúvidas!

×