O que você precisa saber sobre Thuya: vacina, para que serve, como usar, efeitos colaterais e mais!

A Thuya é uma planta medicinal também conhecida como cipreste ou cedrinho. A Thuya tem, também, dois nomes populares que curiosamente parecem controversos: pinheiro de cemitério e árvore da vida. O nome científico da Thuya é Thuja occidentalis L e ela é uma árvore nativa da Europa, reconhecida por possuir várias propriedades terapêuticas.

A Thuya é muito utilizada no tratamento de gripes e resfriados, além de ser também usada no tratamento para verrugas. Mas ela tem inúmeras outras ações, podendo ser utilizada inclusive juntamente com vacina e também em tratamento para cães. 

Nesse artigo, você vai ver que a Thuya pode ser utilizada de diferentes formas, como em chás, tinturas e cápsulas, dependendo da finalidade. Vai ver, também, para que para que serve a Thuya, como usar, como tomar, se tem efeitos colaterais, enfim, o que você precisa saber para usufruir dessa planta tão especial.

Para que serve a Thuya?

Como já mencionado, a Thuya possui inúmeras propriedades terapêuticas, tendo uso inclusive veterinário. Vamos ver, então, para que serve a Thuya.

  • A Thuya tem ação anti-inflamatória, adstringente, antiviral, expectorante, descongestionante e analgésica.
  • Estudos têm demonstrado a eficiência da Thuya no tratamento para verrugas.
  • A Thuya ajuda no tratamento de gripes e resfriados, aliviando a febre, tosse e rouquidão.
  • A Thuya também alivia os sintomas de sinusite e   complementa o tratamento de infecções do trato respiratório, como bronquite ou pneumonia.
  • A Thuya tem largo uso como auxiliar no tratamento de infecções bacterianas na pele.
  • A Thuya também é utilizada para aliviar dores nas juntas e ajudar no tratamento de doenças dolorosas, como artrite, osteoartrite ou neuralgias, e aliviar dores musculares.
  • A Thuya tem ação como auxiliar nos quadros de inquietação e agitação.  Possui uma ação sedativa que ajuda em casos de insônia.

Para que serve a Thuya

  • Também é usada para tratamento de dermatose que compromete os folículos pilosos, em especial da barba, com formação de fístulas. Excrescências esponjosas, condilomas (formação carnudas no ânus, na vulva ou na glande peniana), pólipos, verrugas e papilomas da laringe também podem ser tratados com Thuya.
  • Quadros de inflamação crônica do reto, úlceras, fendas, fístulas, em especial na região anu genital; flatulência e distensão abdominal; vagina muito sensível; coito doloroso também recebem indicação do uso de Thuya.
  • Falta de apetite, asma nas crianças, acne facial apresentam melhora após uso de medicamentos à base de Thuya.
  • A Thuya apresenta um efeito diurético e expectorante no organismo, ajudando a eliminar a retenção de líquidos e a expectoração.
  • Os glóbulos de Thuya facilitam o fluxo menstrual, tratam a gonorreia (doença sexualmente transmissível) e espermatorreia (homens que derramam involuntariamente espermas durante o sono).
  • Além disso, a Thuya pode também ser usada como repelente natural, para afastar mosquitos e outros insetos.

Thuya e vacina

A Thuya CH12 é um medicamento homeopático seguro e útil para tratamento de diversas patologias. Com base no princípio da similitude (que é um dos pilares da homeopatia, sobre os quais vamos falar mais abaixo), a Thuya é produzida utilizando as mesmas substâncias que provocam os sintomas para tratar ou aliviar vários tipos de doenças.

A homeopatia Thuya tem sido utilizada com muito sucesso em conjunto com as vacinas injetáveis em crianças, diminuindo os sintomas como febre, irritabilidade, dor no corpo e outros efeitos colaterais decorrentes de vacina injetável.

Como usar Thuya no tratamento para verrugas

A aplicação tópica (aplicação direta sobre a pele) é a forma mais utilizada e famosa da tintura de Thuya (falaremos mais sobre a tintura de Thuya abaixo) no tratamento para verrugas.

Como usar Thuya no tratamento para verrugas

A indicação é aplicar a tintura diretamente sobre a verruga, seja no corpo ou nas genitais, duas vezes ao dia, de manhã e à noite, durante em média uma semana, até que a verruga caia.

Como qualquer outro medicamento, antes da realização do procedimento com Thuya, é indicado consultar um profissional habilitado, assim você poderá obter maiores informações sobre o tratamento adequado.

O que você precisa saber sobre a tintura de Thuya

Além dos usos já citados, a tintura de Thuya pode ser tomada para estimular o sistema imunológico. A indicação genérica de como tomar é de 20 gotas diluídas em água, 2 a 3 vezes por dia, conforme a necessidade. Mas é um especialista que poderá receitar a posologia mais precisa para cada caso.

Uma tintura-mãe é uma forma farmacêutica produzida a partir de um processo de maceração ou percolação. A substância, no caso a Thuya, fica em contato com um veículo extrator (que pode ser álcool ou glicerina), a solução que resulta disso é a tintura, que é o ponto de partida para outras formas farmacêuticas derivadas.

O nome tintura é utilizado porque as soluções ficam coloridas. O que você precisa saber é que as tinturas são seguras e essa forma de produção ajuda a garantir a preservação dos princípios ativos da planta.

Existem diversos tipos de tinturas. No caso da tintura de Thuya, é possível fazer um preparo caseiro. Basta usar os caules desta planta, e vodca. O passo-a-passo você encontra clicando em  Como Fazer Tintura para Tratamentos Caseiros.

Como tomar chá de Thuya

O chá de Thuya também é muito fácil de ser preparado. Assim como a tintura, você vai usar caules da planta. Basta deixar uma colher de chá de caule picado de Thuya repousando em uma xícara de água fervente por 10 minutos. Quanto e como tomar, vai depender da indicação do especialista, mas a recomendação geral costuma ser de 2 a 3 xícaras deste chá por dia.

Como tomar chá de Thuya

Esta forma de uso é mais utilizada para o tratamento de gripes, resfriados, inflamações na garganta ou na boca, além de ajudar no alívio de dores articulares e musculares.

Efeitos colaterais da Thuya

Não há registros de efeitos colaterais ao uso de Thuya, desde que utilizada da maneira correta, indicada por um especialista. De forma geral, o que você precisa saber é que não é recomendado seu uso por mulheres grávidas, pessoas com quadros de convulsão, doenças autoimunes, lúpus, Aids e artrite reumatoide, devido à concentração de substâncias específicas presentes na planta.

Thuya para cães

De acordo com estudo publicado pela Enciclopédia Biosfera – Centro Científico Conhecer, a Thuya é indicada para cães, no tratamento da papilomatose. Essa é uma doença infectocontagiosa, comumente encontrada na cavidade oral de cães, principalmente nos acometidos por afecções imunossupressoras concomitantes e como o desenvolvimento dessa afecção é progressivo, o diagnóstico associado a medidas terapêuticas e profiláticas precoces podem proporcionar melhora na qualidade de vida dos pacientes. Veja um trecho do estudo publicado:

“Os papilomas orais em cães caracterizam-se por presença de massas salientes, únicas ou múltiplas, de tamanhos variados (MONTEIRO et al., 2008; FERNANDES et al., 2009), que inicialmente apresentam-se com aspecto liso e aderidos em regiões cutâneas e muco cutâneas, mas com a evolução rápida da doença tornam-se com aparência rugosa (semelhante a “couve-flor” ou “verruga”)

+LEIA MAIS: Homeopatia para cães – alternativa suave para cuidar do nosso melhor amigo

O tratamento homeopático indicado para cães é com o fármaco Thuya 30CH (0,5ml/animal, por via oral, a cada 12 horas, durante 15 dias seguidos ou mais) e, em seguida, Nitric acid 30CH (na mesma dosagem, via oral, a cada 12 horas, por três dias consecutivos) (FERNANDES et al., 2009). De acordo com MONTEIRO & COELHO (2008), a ação da tintura alcoólica da Thuya parece estar relacionada à presença de um óleo volátil em sua composição que é imunoestimulante e purificador sanguíneo. MONTEIRO & COELHO (2008) também citaram que a tintura-mãe da planta Thuya occidentalis pode ser utilizada de forma tópica nos papilomas”.

Leia o estudo na íntegra clicando aqui.

Thuya para cães

Os pilares da homeopatia

A homeopatia é uma ciência desenvolvida pelo médico alemão Samuel Hahnemann há mais de 220 anos e é o segundo sistema de saúde mais utilizado no mundo. Essa ciência é utilizada para restabelecer o equilíbrio da energia vital e tratar uma infinidade de doenças físicas e psicológicas. A homeopatia também é usada para tratar pragas e doenças em plantas e animais.

Diferente da alopatia, o tratamento homeopático foca no paciente e não na doença e dá o estímulo que o organismo precisa para processar a autocura.  Com o uso de medicamentos homeopáticos, o paciente faz um tratamento sem agressões ao organismo.

Durante o desenvolvimento da homeopatia, Hahnemann baseou-se no pensamento de Hipócrates, pai da medicina, que defendia: “Aquilo que provoca a doença onde ela não existe, também pode curar a doença onde ela existe”. Esse é um dos pilares da homeopatia, conhecido por Lei da Semelhança – o semelhante cura o semelhante (o já citado princípio da similitude). Ou seja, a ideia central do funcionamento da homeopatia é que as substâncias capazes de desencadear no indivíduo saudável um conjunto de sinais e sintomas, pode também curar estes sintomas em um indivíduo doente”.

Fazendo uma analogia, é como usar o veneno da cobra para curar alguém picado por ela. A ciência preconiza que duas forças iguais quando se encontram, se anulam. É por isso que a terapêutica homeopática funciona tão bem. 

Você pode ler mais sobre homeopatia, medicamentos, formas de uso, como tomar, indicações, entrevistas com especialistas, depoimentos de pacientes e cases de sucesso no Blog da Homeopatia Brasil.

+LEIA MAIS: O que é homeopatia e para que serve?

Homeopatia Brasil vem trabalhando desde 1996 com os princípios que norteiam a homeopatia e produz os mais diversos medicamentos, que estão disponíveis em seu site para serem distribuídos para todo o Brasil. Clique para conhecer a farmácia e, também, os produtos homeopáticos para horta e jardim e agricultura.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram