Lactobacilos acidófilos: o que são, onde se encontra e como tomar

Lactobacilo acidófilo (Lactobacillus acidophilus) é uma bactéria “do bem”. Essa bactéria se aloja no intestino humano e traz proteção. Assim como outras do mesmo gênero que também se encontram em nosso organismo, ela auxilia e combate possíveis ameaças ao corpo. A família dessas bactérias benéficas também contém L. bulgaricus, L. reuteri, L. plantarum, L. casei, B. bifidus, Streptococcus salivarius, Streptococcus thermophilus e a levedura Saccharomyces boulardii.

Mas, assim como outras bactérias, os lactobacilos acidófilos também podem se desequilibrar e ficar em falta em nosso organismo sendo necessária sua reposição. Nesse artigo vamos ver o que são Lactobacilos acidófilos; onde se encontra os lactobacilos acidófilos; para que serve os lactobacilos acidófilos; como funciona os lactobacilos acidófilos; os principais benefícios dos lactobacilos acidófilos e qual a importância para saúde dos lactobacilos acidófilos. Além disso, também vamos ver como tomar lactobacilos acidófilos, qual seu uso probiótico e entender qual sua função.

Lactobacilos acidófilos: onde se encontra?

Muitos fazem as mesmas perguntas: o que são lactobacilos acidófilos, onde se encontra, qual a importância para saúde, como tomar, para que serve, qual seu uso probiótico e principais benefícios?

Os lactobacilos acidófilos se alojam no estômago, na boca, na vagina, na uretra, no cérvix e no trato gastrointestinal. Esse probiótico combate doenças ligadas às regiões mencionadas e também em outras partes do organismo.

Para saber como tomar, saiba que os lactobacilos acidófilos podem ser repostos por meio do consumo de determinados alimentos, além de também poder ser encontrado em produtos farmacêuticos.

Confira abaixo uma lista com alimentos que são ricos em Lactobacilos acidófilos:

Azeitona Verde

A azeitona verde é um rico alimento em probióticos. Muito consumida pelos brasileiros, ela é preparada em salmoura e passa por um processo de fermentação natural, o que a deixa rica em lactobacilos vivos, dando ao alimento aquele gosto peculiar.

Queijo cottage

O queijo cottage é rico em probióticos e é um alimento que auxilia no processo digestivo. Além disso, ele contém cálcio, que é fundamental para o fortalecimento dos ossos e dentes. Mas, atente-se ao consumo exagerado. O queijo cottage tem uma alta quantidade de gordura e também sódio. Consumido em alta quantidade, pode ser prejudicial à saúde.

Chucrute

O chucrute se assemelha muito a um repolho e é consumido após um processo de conserva. Esse tempo de conserva traz para ele, assim como no caso da azeitona, um processo de fermentação natural. Isso faz com que o chucrute seja rico em lactobacilos vivos.

Picles

Assim como a azeitona e o chucrute, o picles também passa pela fermentação natural durante o tempo de conserva, o que faz com que ele se torne rico em lactobacilos vivos.

Missô

Por último, temos o missô. O missô é uma sopa japonesa farta quando se trata de lactobacilos vivos. Isso, pois ela é feita a partir da fermentação da soja.

Além dos citados acima, também existem probióticos manipulados pela indústria farmacêutica. Como também temos, famosos nos supermercados brasileiros e xodós das crianças, o leite fermentado rico em lactobacilos vivos.

LEIA MAIS | Lactobacilos vivos: o que são e quais os benefícios

Para que serve os lactobacilos acidófilos, o que são e seus principais benefícios

Outra dúvida comum quando pensamos no consumo de lactobacilos acidófilos é saber o que são, para que serve e seus principais benefícios. Os lactobacilos acidófilos atuam de diferentes formas no corpo, ajudando a garantir o equilíbrio do organismo.  

Entre seus papéis principais e principais benefícios, os lactobacilos acidófilos atuam no combate e prevenção de possíveis doenças e complicações da saúde. Trabalhando para um corpo mais saudável, eles combatem o alto colesterol, ajudam na redução de gordura ruim, combatem bactérias maléficas e micro-organismos patogênicos e auxiliam no trato digestivo e também na área genital.

Os Lactobacilos acidófilos também previnem alergias, úlceras e problemas intestinais como a diarreia.

O portal Mega Curioso trouxe um artigo interessante a respeito de algumas das principais funções benéficas dos Lactobacilos acidófilos no corpo humano. Confira:

  • Lactobacilos acidófilos ajudam na redução do colesterol. Os altos níveis de colesterol ruim (LDL) estão associados a riscos para doenças cardíacas. Há estudos que sugerem que alguns probióticos podem auxiliar na diminuição destes níveis. Um dos mais eficientes entre eles são os lactobacilos acidófilos.
  • Lactobacilos acidófilos auxiliam na imunidade. Eles tendem a “turbinar” nosso sistema de defesa. O efeito funciona da seguinte forma: quando as bactérias do bem chegam ao intestino, as células de defesa prontamente as atacam, pois não identificam imediatamente se o que está chegando é benéfico ou maléfico.
  • Lactobacilos acidófilos aliviam os sintomas da síndrome do intestino irritável. A síndrome do intestino irritável (SII) é um problema que afeta muitas pessoas. Os sintomas costumam ser dor abdominal, inchaço e movimentos intestinais incomuns. Não se sabe exatamente o que causa a SII, mas há indícios que sugerem que ela possa ser causada por bactérias intestinais. Uma pesquisa envolvendo 60 pessoas com SII acompanhou as consequências da ingestão de Lactobacilos acidófilos e verificou a diminuição do inchaço depois de um período de dois meses, além do alívio da dor abdominal.
  • Lactobacilos acidófilos ajudam no tratamento da obesidade. Os efeitos dos probióticos atuam, especificamente, na microbiota intestinal (que antigamente era chamada de flora intestinal). O que eles fazem, portanto, é alterar este ambiente. Já se sabe que a microbiota de um indivíduo obeso costuma ser diferente da de uma pessoa saudável. Estudos já mostraram que o lactobacilo akkermansia muciniphila costuma aparecer no intestino de pessoas mais magras.
  • Lactobacilos acidófilos podem melhorar a aparência da pele. Melhorar a saúde intestinal é um dos caminhos mais garantidos para incrementar a saúde da pele. Um intestino regulado faz com que toxinas sejam eliminadas e que a pele fique mais hidratada e viçosa. Os lactobacilos podem ter uma grande participação neste objetivo.

Lactobacilos acidófilos: qual a importância para saúde e qual sua função?

A resposta da pergunta ‘qual a importância para saúde’ com relação aos lactobacilos acidófilos fica clara por cuidar e prevenir o organismo de tantas coisas de maneiras diferentes. E, de forma resumida, para responder às perguntas ‘qual sua função’ e ‘para que serve’ podemos dizer que é atuar no organismo para mantê-lo mais equilibrado e promover a saúde do corpo.

Em um artigo publicado pela Superinteressante, diz que “Cada milímetro quadrado de um intestino saudável deve ter cerca de 10 bilhões de micro-organismos vivendo nele para funcionar corretamente. Essa é a chamada flora intestinal, que, em muitos casos tem seu número reduzido, seja por alguma enfermidade ou uso de antibióticos. As bactérias do gênero lactobacillus não são as mais numerosas e têm uma grande vantagem: podem ser ingeridas e ainda chegar vivas ao intestino, atravessando sem problemas o estômago, um ambiente ácido no qual a maioria dos micro-organismos não sobrevive. Uma vez no intestino, esses seres se reproduzem com rapidez e criam um ambiente propício para que outras bactérias benignas possam se estabelecer ali”.

Como tomar lactobacilos acidófilos?

Onde se encontra os lactobacilos acidófilos? Como já foi citado anteriormente, eles estão presentes em alimentos que passam por fermentação natural. Para ter melhores resultados, é importante saber como tomar lactobacilos acidófilos e qual sua função. Recomenda-se que esses alimentos sejam inseridos com maior frequência na alimentação, para alcançar uma dieta mais saudável.

Além desses, há outras opções para a ingestão e de como tomar os lactobacilos acidófilos. O site Tua Saúde, especializado em artigos relacionados à saúde e qualidade de vida, trouxe um artigo que aborda, entre outros aspectos, como tomar lactobacilos.

“Os Lactobacilos acidófilos podem ser encontrados em produtos naturais, como o iogurte e outros laticínios, assim como o queijo e a coalhada, por exemplo. E, por isso, o seu consumo é bastante fácil.”

No entanto, os lactobacilos acidófilos também podem ser encontrados em forma de suplementos em cápsulas, podendo, ou não, estar associados a outros probióticos. Nesses casos, seu consumo varia de acordo com a marca, portanto, é importante ler a bula ou as indicações da embalagem. Na maioria das vezes é aconselhado tomar de 1 a 2 cápsulas durante ou após uma refeição.

Caso esteja tomando algum antibiótico, é recomendado esperar pelo menos 2 horas após tomar o medicamento para evitar a eliminação das bactérias “do bem”.

Possíveis efeitos colaterais

O mesmo artigo explica que o principal efeito colateral do uso de probióticos como os lactobacilos acidófilos é a produção excessiva de gases intestinais. Isso acontece pois, muitas vezes, os suplementos com probióticos também contêm frutooligossacarídeos, que funcionam como alimento para as bactérias, mas que facilitam a produção de gases. Uma boa forma de aliviar o desconforto é tomar um suplemento de enzimas digestivas, como o bromelaína ou papaína.

Leia o artigo completo aqui.

Lactobacilos acidófilos: como funciona?

Os lactobacilos acidófilos têm esse nome, pois produzem ácido láctico, que acontece devido à degradação do leite pela enzima lactase, que também é produzida por estas bactérias. Mas como funciona?

Os lactobacilos acidófilos funcionam protegendo a mucosa do intestino e auxiliando o organismo na digestão dos alimentos. Para isso, ele é resistente a todo o processo de digestão do corpo humano, para chegar até o intestino e poder atuar.

Lactobacilos acidófilos: qual seu uso probiótico?

Os probióticos são conhecidos por promoverem a saúde intestinal. No caso dos lactobacilos acidófilos, para saber como funciona é importante ressaltar qual seu uso probiótico. Os lactobacilos acidófilos possuem suas variações (estirpes), que permite que possam atuar de maneira diferente em cada organismo. Podendo, em caso de uso equivocado como probiótico, causar o efeito contrário, provocando o desequilíbrio.

Quanto a sua atuação probiótica especificamente, ele atua em duas frentes. A primeira é o aumento imunológico.

Há pesquisas que indicam que os Lactobacilos acidófilos são capazes de aumentar a produção de linfócitos. Isso reduz as possibilidades do aumento de células cancerígenas no corpo humano.

Sua segunda frente enquanto probiótico é equilibrar e reduzir o impacto danoso dos alimentos no organismo melhorando a barreira intestinal, prevenindo a inflamação gástrica e fornecendo inclusive lactose pré-digerida. Isso faz com que intolerantes a lactose, por exemplo, possam consumir lactose sem grandes impactos negativos.

Para saber mais sobre probióticos e quem pode tomar, clique aqui.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram